13 dez
A geração do milênio está no caminho certo para o sucesso?

Nascidos entre 1982 e 2000, a geração do milênio, por relativamente algum tempo, já começou a se graduar nas faculdades e começou a se juntar à força de trabalho. Em todo o mundo, eles estão lentamente substituindo os famosos baby-boomers, a geração mais longeva da história, que atualmente está atingindo a idade de aposentadoria. Por exemplo, no Brasil, esta nova geração atingiu 44% da população economicamente ativa, circulando mais de 250 bilhões de reais na economia, e esses números começarão a aumentar significativamente mais cedo do que qualquer um poderia esperar.

A geração do milênio é especificamente marcada por um maior uso e familiaridade com as comunicações, mídia e tecnologias digitais. Desde uma idade precoce, eles estão sendo expostos a novos aparelhos e dispositivos eletrônicos, tornando-os mais habilidosos e especialistas com tecnologias mais recentes quando comparados com as gerações anteriores. No entanto, as habilidades técnicas não são suficientes para se ter sucesso no mercado de hoje. O que mais se faz necessário?

Esses jovens adultos não prejulgam, são exímios conhecedores de tecnologia, e admiram fundadores de startups. No caso do Brasil, eles também cresceram em uma economia firme onde o mercado aberto e a estabilidade monetária foram tomadas como certa. Por um lado, eles são muito afortunados de experimentar assim, eles estão procurando por oportunidades na economia, mas estão eles no caminho certo para se tornar empreendedores?
Para ajudar a responder a essas perguntas, aqui estão algumas dicas conhecidas para esses jovens adultos que procuram uma oportunidade de se aventurar no mundo dos negócios.

1. Encontre um negócio que tenha um significado para você

A paixão cria negócios. Saber o que realmente o motiva, e dá-lhe o desejo de começar o seu dia, empolgado, é definidor para o seu sucesso. Não há dúvida de que conduzir um negócio exige tempo e esforço, então investir em sua paixão é crucial. Steve Jobs disse que a única maneira de se satisfazer em sua vida é fazer um trabalho em que se realmente acredita.

No entanto, a paixão não é tudo com o que você precisa se preocupar. Não jogue os jogos que você não entenda, mesmo que veja muitos outros ganharem dinheiro com eles. Verdadeiramente entender sua atividade completamente é uma obrigação.

Além disso, não deixe facilmente ser impressionado com novas tendências e de oportunidades de rápido retorno do investimento, então siga seu instinto, mas mantenha seus olhos bem abertos. Há muitos por aí! Se necessário, consulte com profissionais para entender melhor se esta é a oportunidade certa e adequada para você.

2. Seja resiliente

“Se você pensar que pode, ou pensar que não pode, você estará certo.” Henry Ford era um verdadeiro crente de que, para ser bem-sucedido, você terá constantemente que superar diferentes obstáculos. Se por algum motivo não for possível a superação, você encontrará desculpas por não alcançar seus objetivos iniciais.

No mesmo pensamento, Sartre disse que “O problema não é o problema”, e que todos os empresários acabarão enfrentando tempos difíceis, momentos estressantes e enfrentará decisões duras e rigorosas a serem tomadas, mas enfrenta-los e encará-los de frente um a um é a chave.

De tempos em tempos olhe para trás para aprender com seus erros, mas avançar é o único caminho.

3. Conheça as suas finanças

Uma pesquisa nacional americana publicada pela Ernst & Young, uma das empresas contábeis “Big Four” mundiais, sugere que as dificuldades econômicas da geração do milênio os impedem de começar e continuar a empreender. As restrições financeiras estão matando os sonhos empresariais de jovens adultos de hoje, de modo que entender esse elemento vital dos negócios é uma questão de manter as portas abertas ou pôr um fim ao sonho.

É quase sempre mais difícil levantar capital do que se imaginava antes de começar o processo, e o processo é sempre muito mais demorado do que se esperava. Então, crie seu plano financeiro antes de começar. Leve em consideração os custos iniciais, as taxas de licenciamento, folha de pagamento e o fluxo de caixa. Estabeleça prioridades de gastos para os primeiros anos. Quando você começar a investir no seu negócio, esteja vigilante para investi-lo com inteligência. É fácil investir em despesas não essenciais e ficar sem capital prematuramente.

O conselho é conversar com profissionais da contabilidade e jurídicos. Eles podem ajudá-lo realisticamente a construir sua estratégia financeira e evitar armadilhas.

4. Estabeleça grupos de networking

Após uma conversar com o CEO de um dos maiores fabricantes e varejistas de móveis nos Estados Unidos, ele disse que a principal dica que poderia ser dada para o sucesso empresarial era estabelecer contatos e networking. Com o tempo, este conselho para mim passou a ser mais claro à medida que meu negócio crescia, pois o posicionamento do meu produto e o aumento da receita começaram a depender cada vez mais de fornecedores diversificados, de contratos duradouros e de conselhos elaborados.

Reid Hoffman, cofundador do LinkedIn, uma vez disse que a maneira mais rápida de você se mudar é começar a sair com pessoas que já são do jeito que você quer ser. Ele não poderia ter dito isso de uma melhor maneira.
Aproveite as ferramentas online de networking de negócios, e não se esqueça dos contatos cara a cara. Se faça presente em conferências, se auto promova e a seu novo empreendimento junto com os principais agentes no mercado. Eles lhe darão visibilidade empresarial e, consequentemente, trarão aumentarão sua clientela.

5. Experiência e trabalho

Ninguém chega à vitória sem ter que trabalhar para isso, e todos uma vez já estiveram na linha de partida. Como Steve Jobs disse uma vez: “Se você olhar de perto, a maioria dos sucessos da noite para o dia demoraram muito tempo.” Não tenha medo de investir tempo no que você acredita. Dedique 100% ao que você definiu como seus objetivos.

Muitas pessoas têm ideias incríveis, mas o sucesso só vem através de ação. Walt Disney acreditava que a maneira mais fácil de se começar é parar de falar e começar a agir. Isso também é verdade para o seu sucesso. Então, dobre suas mangas e comece a trabalhar.

6. Domine os idiomas dos negócios

Para os brasileiros da geração milênio, isso é da mais extrema importância, e não importa a linha de negócios a que você se dedique. Empresas e sociedades domésticas e internacionais que fazem negócios no Brasil exigem fluência em inglês como pré-requisito para contratação.

Noriyuki Suzuki, Secretário Geral da ITUC-AP, disse: “Para empresas, inglês e chinês são, obviamente, as línguas mais importantes agora. Este é um fenômeno que reflete a mudança dos tempos “.

O inglês para iniciantes não é fácil para se aprender, mas, sem dúvida, é a língua oficial adotada por empresas estrangeiras e organizações comerciais e é o caminho mais eficaz para obter acesso ao comércio e às negociações internacionais. Ao ler este artigo, cerca de dois bilhões de pessoas estão aprendendo inglês atualmente, então não se exclua deste grupo.

Ser proficiente fornece uma maneira eficiente de conduzir negócios. Desconsiderando de onde você é ou quão pequeno é seu negócio, termos, processos, negociações e procedimentos são predominantemente em inglês e ser um player no mercado é essencial para ter essa expertise.

Comece a aprender agora. Não espere que as grandes oportunidades passem por você.

Clique para ler a versão em inglês deste artigo!

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

avatar

Compartilhe com um amigo

Tags

Tem uma pergunta?
Nós estamos aqui para ajudar. Envie-nos um e-mail ou ligue-nos para (86) 3133-7070
Entrar em contato!
© 2017 iCEV Instituto de Ensino Superior