“O Direito é uma ciência social aplicável, capaz de resolver problemas”: conheça Gabriel Furtado, novo professor do iCEV

Ele é chefe do Departamento de Ciências Jurídicas da UFPI e em 2018 assume a disciplina Fundamentos do Direito Privado no iCEV

5 de Janeiro de 2018

Foi almejando ser diplomata que Gabriel Furtado, 34, começou a estudar Direito. Ele passou para o curso na Universidade Federal do Piauí, onde graduou-se no final de 2006. Ao longo do curso, tomou gosto pela advocacia. Desistiu da prova do Itamaraty e foi especializar-se em Ciências Criminais.

A grande influência de Gabriel foram seus próprios professores. “Eu assistia aula selecionando o que eu usaria e o que eu não usaria na docência”, comenta, hoje, em entrevista para o iCEV. Charles Silveira e Luís Roberto Barroso, hoje ministro do Supremo Tribunal Federal, foram algumas de suas influências. Ele pesquisou o programa de mestrado com maior nota pelo MEC e inscreveu-se. Gostou dos textos e das discussões na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), onde concluiu o mestrado em 2013.

É no Rio também que Gabriel vai estar em fevereiro, defendendo sua tese de doutorado em Direito Civil, também na UERJ. Aliás, Gabriel é o cara do Direito Civil, área em que escolheu se especializar. A dissertação de mestrado virou o livro “Mora e Inadimplemento Substancial”, publicado em 2014.

“O Direito Civil é um universo, existe há dois mil anos e é o que as pessoas vivem”, observa. “Eu resolvi me aprofundar na parte patrimonial, no doutorado, mas não queria ficar restrito a isso”, explica. “O civilista não pode apertar um parafuso só”, diz, simpático e bem humorado. “Tenho pesquisado zonas de interseção entre obrigações, contratos e direitos reais”.

Gabriel é professor da Universidade Federal do Piauí, onde também chefia o Departamento de Ciências Jurídicas. É ainda conselheiro seccional da OAB-PI (2016-2018) e diretor de Pesquisa e pós-graduação da ESA-PI (Escola Superior da Advocacia do Piauí). A grande novidade para 2018, é que Gabriel passa a integrar a equipe do iCEV – Instituto de Ensino Superior, compondo o corpo docente da Escola de Direito Aplicado.

“Duas coisas me atraíram no iCEV”, comenta o professor, para quem a proposta da instituição será um marco na educação superior do Piauí. “Primeiro, o nível de planejamento adotado, e eu acredito que o planejamento é definidor do alcance dos objetivos”, segue, completando. “E, segundo, o projeto pedagógico, voltado para a atuação prática do profissional”.

Na Escola de Direito Aplicado, Gabriel assume a cadeira “Fundamentos do Direito Privado”, já no primeiro período. “Será ótimo porque é um momento em que o grau de empolgação com o curso está no nível máximo”, afirma o professor, para quem a possibilidade de trazer as grandes áreas do Direito para o começo da graduação é uma oportunidade de imersão desde o primeiro momento do curso.

Do mesmo modo simples e objetivo com que Gabriel reflete sobre a vida, ele também explica o Direito, que define como uma ciência social aplicável, capaz de resolver problemas. “Na pesquisa acadêmica o que acho mais interessante são as possibilidades de propor soluções diferentes e melhores para problemas já conhecidos ou novos problemas da vida”, resume.

Como num jogo de xadrez (“o xadrez emula a vida”), Gabriel vai avaliando estratégias e soluções em seu trabalho, sem perder a fé (atualmente está estudando o budismo como hobby) e a esperança (torce pelo Vasco). É um curioso nato e acredita na educação como elemento definidor da vida das pessoas. Não estranhe se o vir por aí, no futuro, com um violão embaixo do braço: ele quer aprender a tocar Pink Floyd.

Fotos: Inácio Pinheiro

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

avatar

Compartilhe com um amigo

Tags

Tem uma pergunta?
Nós estamos aqui para ajudar. Envie-nos um e-mail ou ligue-nos para (86) 3133-7070
Entrar em contato!
© 2017 iCEV Instituto de Ensino Superior