fbpx

Dados: a mina de ouro para os engenheiros de software

16 de julho de 2019

Já ouviu alguém dizendo “parece que meu celular escutou o que estava dizendo”, ou “acabei de pesquisar sobre isso e apareceu um anúncio agora para mim”? Então, não é por acaso. As empresas estão atrás do bem mais precioso que as pessoas podem gerar: dados!  Suas preferências de consumo e comportamento são informações valiosas usadas por elas para se comunicarem diretamente com você, ou ofertar um serviço específico para sua demanda.

As empresas estão atrás do bem mais precioso que as pessoas podem gerar: dados!

Todas essas informações, geradas e coletadas das mais diversas formas, são minas de ouro inesgotáveis que só têm valor se forem transformadas em conhecimento estratégico e de lá extraídas oportunidades capazes de gerar soluções para pessoas, grupos específicos ou até grandes corporações.

A importância dos dados só tende a aumentar ao longo dos próximos anos, assim como seu volume, exigindo cada vez mais softwares de coleta, leitura, interpretação, auxílio na tomada de decisões e usabilidade dessas informações. Consequentemente, o mercado demanda profissionais capazes de analisar contextos e elaborar aplicativos para smartphones, dispositivos mobile e sistemas com soluções práticas e inteligentes: o engenheiro de software.

 

Informações que valem milhões de dólares

A gigante desembolsou US$ 300 milhões pelos serviços da startup

Para demonstrar com mais clareza o valor do Big Data, que é termo dado ao grande volume de dados, estruturados ou não: a gigante multinacional McDonald’s pagou mais de US$ 300 milhões pelos serviços da startup Dynamic Yield, a empresa usa algoritmos e inteligência artificial para analisar vendas.

O software da startup pode alterar as ofertas disponíveis nos totens digitais e fazer recomendações personalizadas, de acordo com preferências individuais, tendências de consumo e até do clima e tempo. As personalizações são feitas por meio de machine leraning, usando algoritmo para analisar dados e tendências de consumo.

 

Soluções personalizadas e inovação

Os softwares tornam a expansão desses negócios bem mais fácil, rápida e barata.

Com a popularização da internet e dispositivos mobile, há maior acessibilidade para downloads de apps, o que está diretamente relacionado com o crescimento no número de Startups com ideias inovadoras, precisam criar seus sistemas e aplicativos próprios, tão inovadores quanto. Os softwares tornam a expansão desses negócios bem mais fácil, rápida e barata.

Como exemplo, empresas como Uber, Nubank e 99pop foram negócios idealizados a partir de uma solução desenvolvida por meio de software, para facilitar a vida das pessoas.

Inclusive, empresas que se utilizam de software de gestão crescem 35% mais rápido do que as que usam métodos mais arcaicos. Crescem mais e produzem mais, sendo 10% mais produtivas, de acordo com estudo da IDG Research Services. Esses dados justificam o fato de que, cinco das top 10 empresas que mais cresceram no Brasil em 2016, foram apoiadas por softwares, segundo levantamento da revista Exame.

 

O espaço da vez é para pequenas empresas com grandes ideias

No Brasil o mercado está cada vez mais forte, é o que afirma uma pesquisa da Associação Brasileira de Empresas de Software (ABES). O país ocupa a 9ª posição no ranking de maiores mercados de softwares e serviços de TI do mundo, com muitas possibilidades de crescimento.

Brasil ocupa a 9ª posição no ranking de maiores mercados de softwares e serviços de TI

E olha só, o que chama atenção é o fato de que essa posição no rankinkg, inclusive acima de países como Holanda (10º) e Itália (11º), se deve a pequenas e médias empresas. O mesmo levantamento feito pela ABES apontou o perfil das empresas desenvolvedoras de software no Brasil: 95% delas têm até 99 funcionários, sendo que a maior parte, 49,3%, é considerada micro e possuem 10 funcionários ou menos.

Em 2017, o ramo de softwares representou 1,9% do produto interno bruto (PIB) brasileiro. Isso demonstra o potencial de pessoas com boas ideias e conhecimento técnico para transformá-las em soluções.

Inclusive, todos os dados dessas pesquisas foram processados e categorizados por softwares, imagina comparar manualmente a quantidade dos funcionários dessas empresas, de todo Brasil?

 

Incubadora de startups – The Hub

Laboratório The Hub em prática

No Piauí existe um espaço na qual os estudantes são incentivados a fazer parte desse modelo de negócio, por meio do mais completo centro de empreendedorismo e inovação do estado, The Hub. E claro, que essa incubadora de startups é do iCEV – Instituto de Ensino Superior.

Nesse espaço, os alunos debatem de forma interdisciplinar, entre os cursos de Administração e Engenharia de Software, e são motivados ter ideias a criarem suas próprias startups.

Esse aprendizado permite que eles façam cursos de extensão, prestem consultoria a empresas e participem de maratonas, tudo acompanhado pelos professores e dentro do ambiente acadêmico, podendo tirar o máximo de aprendizado dessa experiência.

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

avatar
Tem uma pergunta?
Nós estamos aqui para ajudar. Envie-nos um e-mail ou ligue-nos para (86) 3133-7070
Entrar em contato!
© 2017 iCEV Instituto de Ensino Superior